PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Me sinto como em "A Lenda do Pianista do Mar" nessa quarentena

Gisela Rao

07/06/2020 04h00

www.freepik.com – kjpargeter

Às vezes enche o saco pedir delivery pra tudo e, depois de três meses, resolvi ir ao Carrefour pessoalmente com minha máscara de gatos, tubinho de álcool em gel e luvas de látex. Desci pelas escadas do prédio, cumprimentei o porteiro que não via fazia muito tempo e fiquei parada, com cara de paisagem, na porta. E a coragem de sair?

Nessa hora, pensei em Danny Boodmann "1900", o personagem principal do filme "A Lenda do Pianista do Mar", de Giuseppe Tornatore. Danny é deixado, ainda bebê, em um transatlântico com destino a Nova York no ano de 1900. A tripulação fica com pena e acaba adotando o menino, que se torna um dos maiores pianistas autoditadas do mundo, mas sem nunca sair do navio.

Veja também

Quando Danny completa 30 anos,  decide sair do navio para alegria e torcida da tripulação. Ele chega à porta do navio, olha o skyline de Nova York e retorna à embarcação. Como ninguém entendeu nada, ele explica: "Minha vida toda foi nesse piano e nesse transatlântico. Ambos têm começo e fim, que conheço como a palma da minha mão. Quando vi Nova York, percebi que eu teria opções demais para escolher: carros, mulheres, apartamentos para alugar, coisas para comprar… E voltei".

Na quarentena, o problema não são as inúmeras escolhas do supermercado, mas sim a infinitude do nosso medo. Sabemos que, se estamos em casa, estamos seguros e começamos a nos apegar mais do que nunca e a conhecer e reinventar cada canto dessa morada. Lá fora virou um desconhecido, algo em que não sabemos mais o que encontraremos. Mas a rua, o bairro, a cidade, o país, o planeta continuará sendo a nossa casa e sempre haverá um tapetinho escrito Bem-vindo!, na porta.

Obrigada por ler o post. Te espero nos comentários!

#VigilantesDaAutoEstima #EnvelhecerSemVergonha 

Insta: @gisela.rao  Face: https://www.facebook.com/giselacochranerao/

 

Sobre a Autora

Gisela Rao é criadora e criatura de conteúdo, safra 64 – Ano do Dragão. Publicitária e escritora, é “porta-bandeira” dos temas sexo e autoestima, trazendo para a comissão de frente algumas das grandes pedras-no-scarpin femininas. Teve os programetes “Repórter Rao” e “A Monja e Emotiva” (UOL) e foi colaboradora das revistas e jornais: Folha de S.Paulo, Jornal da MTV, Época, Marie Claire, SPFW Journal, Isto É Gente, UMA, VIP, Bons Fluidos, Viagem & Turismo e TOP Destinos. É autora dos livros “Sex Shop”, “Tchau, Nestor” e ‘Não Comi, Não Rezei, mas Me Amei”. Opa! Não desligue ainda, tem mais: foi fundadora do Movimento Vigilantes da AutoEstima e uma das idealizadoras da ONG Estou Refugiado.

Sobre o Blog

A ideia desse blog é trazer um “Ufa!” para os perrengues da “classe” 50+: corpo, preconceitos, paúras, relacionamentos, medo de morrer, sexo... num tom divertido, autobiográfico e gente-como-a-gente. #EnvelhecerSemPhotoshop